Tuesday, September 07, 2010

Desejo apenas o presente

Não gosto de ver o seu passado
Pelos cantos espalhados
Parecem histórias inacabadas
De uma antiga balada

E, ainda questiona os meus medos
Com um certo desprezo

Não temo o seu passado
Nem os amores mal acabados
Acredito que você não quer
Deixá-lo assim renascer

Desejo apenas... o presente

Mostre-me que sou seu presente
E que agora eu sou a única
Sua nova música
Que você ouve somente...

15 comments:

Raphael Costa said...

Coragem pra não temer amores mal acabados, bonito ler em ti, mas não tenho.

Parabéns pelas letras

Rapha

Rolando said...

oi. estive por aqui. muito legal. apareça por lá. abraços.

Iran Maia said...

Amei seu blog.
Acabei de lançar um livro chamado Qualquer Versar, o download é gratuito. Dê uma lida:
http://recantodasletras.uol.com.br/e-livros/2555650

Iran Maia

Anonymous said...

Não sei porquê, mas ao ler a poesia senti a musicalidade do samba!
Um abraço deste Portugal!
Manuela Barroso

Luiza Jardim said...

Ótimo! Não é fácil praticar "apenas no presente"...
Estou te seguindo! Adorei o blog!
Passa lá no meu para conhecer um pouco...
Bjs

Francisco Jamess said...

me gusta =]

lala said...

Thanks for your post and welcome to check: here.

Michelle Trindade said...

Vc não vai postar mais nada não...

Folhetim Cultural said...

Parabéns pelo blog e pelos textos... Tenho um blog chamado Folhetim Cultural gostaria que visita-se este é o endereço: informativofolhetimcultural.blogspot.com
Vamos trocar conhecimentos...
Ass: Magno Oliveira
Folhetim Cultural

Igor Tadeu said...

Pq só a dor e o sofrimento nos leva a escrever compulsivamente??

Acho que a alegria nos ocupa muito tempo! Rs!

Messias Vilela said...

Lindo poema Danielle! Parabéns. Tô vendo que vou me instalar por aqui, beijos.

Milene said...

Olá.
Não sou poetisa... Quem dera tivesse esse dom. Sou apenas alguém que gosta de bobagear e deixa por escrito suas bobagens.

Muito bom o que li por aqui.

Beijos.

PRECIOSA said...

Me encantei com seu blog
Te sigo com carinho

Preciosa Maria

Danielle Trindade said...

Adoro os comentários de todos vocês! Amo muito escrever e saber que há leitores para as minhas palavras é gratificante!

Manuel Ángel Ortega Carriles said...

Muy, muy bien; me gustan tus poesías, eres fantásticas.
Un cordial saludo.