Friday, October 16, 2009

Meu erro



Você foi meu erro
Meu desejo não permitido
Uma infeliz paixão
Um olhar na escuridão

Você era inacessível

Invenção minha, era algo que você dizia
Você se afastava como se fosse algo contagioso
Medo do que não queria ou conhecia

E você era o espinho encravado
Ferimento nunca curado
Corpo estranho no meu peito
Arrancado pelo desespero

Você era inacessível

Devia ser estranho assistir o meu sofrimento
Foi difícil conviver com a impossibilidade
Enquanto você se intrigava com a minha insanidade

Eu tive que apagá-lo da minha visão
Arrancá-lo do meu coração
Matar essa paixão

Você foi algo inacessível, meu erro...meu descuido...

No comments: