Friday, December 26, 2008

Sobre Livros XXVIII

No dia 21 de dezembro eu soube que ganharia um livro de presente de Natal. Só não tinha me dado conta do quão especial esse livro seria. Fiquei durante alguns dias lendo sobre esse livro em sites do gênero aguardando ansiosamente o dia que eu desembrulharia o meu presente. Este dia, finalmente chegou! Ontem, eu abri o meu tão esperado presente. Quando abri percebi que a capa do livro era linda demais, não sei nem como descrever! Era de uma preciosidade...com detalhes...ah! Os detalhes são importantes! Fui abrindo aos poucos, sentindo aquele cheiro de livro novo, tocando suas folhas com a ponta dos dedos para sentir sua textura... Confesso que fiquei anestesiada neste momento, e percebi que nem havia começado a leitura e já estava amando aquele livro. Foi então, que comecei a ler seu prefácio. Nossa! Que belas palavras! Parece que o autor possui intimidade com as palavras, pois escreve de uma maneira encantadora! Eu lia esse livro com sorriso nos lábios, admirando cada frase contida naquele papel. Não conseguia disfarçar o tamanho prazer que eu estava sentindo com a leitura, e eu nem havia começado a ler o primeiro capítulo. Eram somente as palavras iniciais do autor! Ah... Foi o meu melhor presente de Natal! Espero tê-lo comigo para sempre...

Tuesday, December 23, 2008

Eu...

Eu sou aquela garota que sonha demais e que acha que é capaz de realizar suas maiores viagens mentais. Sou aquela que não desiste por sempre acreditar que amanhã tudo vai melhorar, mesmo que sua vida seja um tanto difícil! Sou uma mulher forte e uma menina sensível. Sou uma pessoa que está sempre mudando e não liga nem um pouco para isso. Sou uma bióloga que tem lá as suas frescuras, uma rockeira que dança samba, uma vegetariana que bebe cerveja e uma espírita que acredita nos signos. Eu sou eu! Sou aquela que adora o sol e o calor para sair para passear, mas que ama também a chuva só para namorar. A que adora ir ao teatro com os amigos e trocar figurinhas sobre como foi a peça, principalmente quando ela não pagou nem um centavo por ela! Sou aquela mulher vaidosa que adora ir ao salão de beleza e que não consegue ficar muito tempo sem mudar a cor e o corte de cabelo, simplesmente porque se cansa quando se olha no espelho. Sou aquela garota que acha que só porque colocou uma tiara no cabelo acredita que vai dominar a passarela... e se colocar uma florzinha...nossa! Sou aquela mulher independente, e que adora isso! Sou aquela que não admite quando está sofrendo e chora baixinho num canto, mesmo sabendo que tem vários ombros amigos para enxugar seu pranto. Sou aquela que AMA de paixão todos os gatos e ainda conversa com eles e cisma que eles respondem miando. Aquela que ama qualquer coisinha de gatos e não se cansa de tantos apetrechos felinos. Sou uma mulher que gosta de espaço e que odeia quando tentam controlar sua vida, mas adora uma mensagem: Como você está, minha linda? Sou uma verdadeira inimiga da conta de telefone, mas o que fazer quando se tem uma amizade que te corresponde? Sou aquela que morre de medo de se apaixonar mas não vê a hora de encontrar... Sou aquela que disfarça suas lágrimas num filme romântico dramalhão, mas também adora um filme de pancadaria em que tudo explode no final. Sou aquela mulher que ama demais fazer surpresa e mais ainda ser surpreendida. Aquela que odeia o tédio e tenta sempre inovar! Sou aquela garota que se satisfaz quando coloca uma saia com uma sandalinha bem simples, mas quando coloca um vestido com um salto alto, acha que vai dominar o mundo! Sou uma mulher que ama ganhar flores, principalmente rosas vermelhas. Sou aquela pessoa que tem 3 objetivos na vida e acredita que conseguirá realizar todos eles: Escrever um livro, abrir uma escola espírita e adotar uma criança, não necessariamente nessa mesma ordem! Sou aquela que gosta de conversar mas também sabe a hora de se calar. Sou aquela mulher adulta com muitas ambições e responsabilidades mas também aquela criança que adora brincar com a cara dos outros, jogar Playstation, ver animes, desenho animados, seriados e tudo mais! Sou uma garota que odeia coisas de bolinhas mas está tendo que aprender a gostar porque ganhou do amiguinho uma bolsinha preta de bolinhas! Sou uma típica mulher com uma absurda TPM, e tenho que confessar também o meu absurdo mau-humor matinal. A que fica feliz quando pode acordar lá pelo meio-dia...principalmente se virou a noite até o outro dia! Uma mulher que adora tirar fotos apesar de não ter nenhuma máquina de fotografar! Sou aquela vegetariana com uma alimentação toda certinha mas que não liga para as calorias. Sou aquela pessoa amante dos livros e das escritas, amante das artes como um todo! A que se emociona com uma música, que admira uma escultura, a que se envolve com uma dança! A garota que desenha, que canta, que dança, que ensina, que interpreta, que escreve, que faz tanta coisa que nem acredita! Uma mulher que sabe ser séria e segura de si. Sou aquela que não tem vícios mas, não pode viver sem todinho. Uma pessoa sem a menor mania possível e se descobrir que começou a ter alguma, muda logo tudo! Que adoooora um abraço! Que gosta de um cinema, um show e um barzinho. Que se diverte quando sai para comer pizza com os amigos. Aquela que ouve música clássica mas adora dançar forró apesar de não conhecer nenhuma música de forró. Que ama as crianças de todas as idades, e não vive sem elas! Uma pessoa que adora ler livros... Uma pessoa que adora discutir idéias com os outros, mesmo que cada um tenha uma idéia completamente diferente do outro. Aquela pessoa que ama a biologia e toda a natureza! Aquela que mesmo que fique com raiva de alguém rapidamente esquece disso como se nada tivesse acontecido! Uma pessoa que não consegue odiar ninguém. Sou aquela pessoa nada curiosa, que não tem interesse em "fofocas" da vida alheia. Que ama demais ser professora e acredita que essa é a sua maior vocação! Sou aquela que acha um dos seus trabalhos entediantes mas agradece todos os dias por tê-lo. Sou uma mulher que confessa que adora sair para lugares bonitos e românticos. Que adora um mistério e fantasia demais. Que adora um homem cavalheiro e sedutor! Adora um romantismo mas odeia um pieguismo. Uma pessoa desconfiada por natureza... que teme se entregar... reservada demais... A que assiste ópera e ballet! E acredita que ainda pode voltar a fazer ballet mesmo que já tenha passado da idade. Sou aquela espírita que ama ser espírita e todo o "movimento espírita". E ainda acredita que vai aprender a tocar violão só para compor e gravar um CD espírita. Sou uma mulher extremamente romântica...que fica ensaiando como dizer eu te amo para as pessoas especiais da sua vida, mas no final das contas, tudo que consegue fazer é escrever: EU TE AMO! Uma pessoa que acredita no amor, apesar de tudo...
Sou aquela que tem essa necessidade insana de escrever e escrever, sempre!
Sou aquela pessoa que dá valor a tudo que conseguiu na vida! Que valoriza todos os seu amigos e a si mesma! Sempre!

Monday, December 22, 2008

Escritas...

Você escreveu sobre nós
e tudo que consigo fazer
é imaginá-lo falando palavra por palavra
sussurrando baixinho...
Não quero escrever versos, nem poesias
Não quero rimar, nem escrever estrofes
Você já fez isso para mim...
Quero apenas dizer
Me espere voltar...

Para mim...

Na hora que a conheci
Nem passou na minha cabeça
Não pensei que ia dizer
"Só espero que não me esqueça"

Não sabia que combinava
Que tinha tanto em comum
Gatos, gostos, desejos...
Não há como ser só mais um

E que nem um bobo escrevo
Não pensei em sentir isso
1 hora de conversa
4 anos no paraíso

Essa é toda a diferença
Que faz a gente não estar junto?
Volto no tempo e faço milagre!
Pra nascermos os dois juntos

E o talvez que ela me disse
Não me deixa descansar
Durma bem, Dani, meu anjo.
Só espero você voltar

Law

Sunday, December 21, 2008

Sobre Livros XXVII

Preciso finalizar um livro, mesmo que ele não esteja em seu último capítulo. A história se encontra repetitiva demais, além de seu conteúdo um tanto limitado! Enfim, vou tentar não pegar mais nesse livro. Por que digo que vou tentar? Pelo simples fato de que eu posso ter recaídas... sabe como é né? Nem sempre dispomos de boa leitura então, acabamos por ler aquele mais fácil mesmo...

Thursday, December 04, 2008

Sobre Livros XXVI

Sabe aqueles resumos de livros que você pega na livraria? Pois é...ontem peguei um... É engraçado ler esses resumos! Porque a intenção de quando pegamos para lê-los é para ver se interessa ou não, para depois comprarmos, se for o caso. O que acontece é que na maioria das vezes não compramos! E, convenhamos....não tem como julgar se o livro será bom ou não com um pequeno resumo daqueles! Então, ficamos na memória somente aquele pequeno resumo... Quem sabe eu não leio mais???

Monday, December 01, 2008

Óperas e nada mais!

Gostaria de escrever um pouco sobre as três óperas que mais gosto. Primeiro a minha preferida... Carmen! Adoro as árias e toda a sua história. Acredito que toda mulher gostaria de um dia ser a Carmen, com toda a sua sedução e paixão! Não posso esquecer da minha ária preferida... “Habanera” com sua letra fantástica! E, cantada por Maria Callas fica melhor ainda! Ah, e adoro também quando ela canta “Chanson et Mélodrane” com o seu tra la la... Carmen é sensacional, fala sobre o amor, a paixão o ódio e a traição... ou seja, bem intenso!Outra ópera que amo demais apesar de não ter nada a ver com a Carmen, já que é um tanto infantil... Die Zauberflöte. A Flauta Mágica de Mozart...Ah.... A história é muito linda, e amo toooodas a árias! Apesar de ser cantada em alemão, que não gosto muito, diferente de Carmen que é cantada em francês na qual eu considero a língua mais linda e charmosa do mundo. Mas, até que o alemão não ficou ruim nesta linda ópera de Wolfgang Amadeus Mozart. Não existe uma sequer música ruim de Mozart, acredito que por pior pianista que alguém seja, se tocar alguma música de Mozart ficaria bom! Porque como disse, todas são tão belas que nem o pianista conseguiria deixá-las ruim!!! Principalmente a minha amada sonata K 281 que não me canso de ouvir. Mas, voltando para a Flauta Mágica, como o nome diz, é uma ópera mágica e envolvente. Simples e linda! O personagem que mais amo é o Papageno, e a ária mais linda...ah....difícil escolher....fico com duas... “Der Hölle Rache kocht in meinem Herzen”, ou seja, a ária da Dama da noite e a ária “Pa-Pa- Pa-Pa- Pa-Pa-Papagena!” que é linda demais! Papageno canta essa música quando ele finalmente encontra a sua Papagena, acreditando que não a veria mais...Bom, por último... Pagliacci... A ópera do palhaço de Puccini! É bem curtinha essa ópera, quase que uma opereta! Mas as árias são fantásticas também, e a história intrigante com o final bem trágico como uma “boa ópera”, mas não me cabe aqui dizer o final, senão perde a graça! Também fala de amor, mas principalmente sobre traição e desejo! A ária que mais gosto é aquela em que o palhaço canta em frente a um espelho, dizendo que ele é um palhaço e que deve fazer as pessoas rirem, o nome é Recitar! ... Vesti la giubba .Enquanto ele canta, ele chora, e chora... e ainda dá um risada sarcástica! É cantada em italiano o que deixa as árias bem interessantes para os ouvidos, rsrs... Italiano é um língua também belíssima! Tem uma ária também linda que a Colombina canta...mas não me recordo o nome!Enfim, eis aqui as minhas óperas preferidas...Mas amo também La Bohème, La Traviata, Turandot, Don Giovanni, Manon Lescaut, Otello, (risos).

Precisava escrever...

Escrever, escrever, escrever....eis aqui a minha terapia nas horas que preciso. Nos momentos exatos de minhas aflições, angústia, felicidade, amor, enfim, qualquer sentimento que queira ser extravasado por mim, de alguma forma. O mais interessante da escrita, é que na maioria das vezes esta pode ser feita em qualquer lugar. Bom, tudo bem que precisamos de papel e caneta, mas na maioria das vezes eu as tenho em minha bolsa, e como eu passo boa parte do meu tempo em frente a uma tela de computador, então qualquer pequeno documento de editor de texto já é capaz de suprir esta minha grande vontade de simplesmente escrever. Nem que seja apenas palavras soltas ou repetição das mesmas, como agora...várias linhas para justificar a escrita. Para alguns, a angústia pode ser diminuída com um exercício, ou com comida, doces, sei lá, algumas pessoas gritam ou xingam alguém, principalmente aquele que te deixou assim, angustiado ou com raiva, mas eu não! Não sou do tipo que briga ou xinga. Até porquê...nem sempre a gente pode fazer isso, mas eu tenho esse tipo de atitude porque acho melhor, digamos que mais civilizado!!! Acredito que nunca, mas nunca vale a pena uma discussão (exceto a discussão por escrito, rsrs, brincadeira). Enfim, até agora não disse aonde quero chegar... Porque parece que nada faz sentido com nada. É porque hoje, neste exato momento estou angustiada! Esse sentimento existe dentro de mim pelo fato de conviver com uma pessoa não civilizada, se é posso dizer assim! Acho que em algum momento eu postei nesse blog que não gosto que me acusem de algo que não fiz, que não faço ou que não seja da minha índole! E, novamente isso me aconteceu, estou começando a pensar que isso tem alguma referência passada (vidas passadas) porque é bem freqüente me ocorrer fatos do tipo!!! Mas não estou aqui para ficar reclamando da vida! Ao mesmo tempo não posso negar a minha vontade de desabafar perante a situação com que eu estou passando. Mas, tudo passa... Já passei por coisas infinitamente piores! Eu não considero isso nem uma fase da minha vida, apenas um contratempo! Uma coisa na qual eu tenho que lidar! E, as palavras vão se soltando, as frases vão aumentando, e a minha angústia vai diminuindo...como disse, uma ótima terapia! Ler também é uma boa terapia, mas nem sempre você tem algo para ler, agora escrever.... mesmo que eu não tenha aonde rabiscar, as palavras aparecem em minha mente, vão se construindo, tomando forma e começo a me imaginar escrevendo certas coisas. Algumas vezes, tento me recordar das palavras e escreve-las depois, mas confesso que elas acabam se perdendo nessa infinita dança das palavras que surgem em minha cabeça. Bom, o que importa é que eu já escrevi bastante, e é tudo que eu queria, ou melhor, tudo o que eu precisava para um dia turbulento como este.