Friday, March 14, 2008

Cupido


Sabe aqueles momentos que a sua imaginação te surpreende? Isso acontece diversas vezes na minha cabeça. Dessa vez, fiquei imaginando se existiria um “cupido”. Não daqueles que se imaginam... Digamos que seria um “espírito encarregado de tal função amorosa”, na verdade seriam vários espíritos, já que a demanda seria muito grande. :)
Imagino que ele saberia quais as pessoas que deveríamos nos relacionar, seja por experiência, aprendizado, divertimento, troca de afeto ou pelo verdadeiro amor. Ele teria um grande trabalho para conseguir fazer tudo acontecer no seu devido tempo e lugar e acionaria aquele fator “destino” que nós conhecemos muito bem para ambos se encontrarem. Imagino também, que ele teria uma lista da ordem das pessoas que deveríamos conhecer, tudo nos mínimos detalhes...Um trabalho bem digno!
Acredito que esse cupido seria aquela voz que surge na nossa mente dizendo: Vai! Liga logo! E, você fica parado em frente ao telefone...enquanto aquela voz não pára... Talvez ele também seja o responsável pela droga do seu coração acelerar em certos momentos ou da sua face se tornar em um tom um tanto rubro! Enfim, são tantos os efeitos que um relacionamento amoroso causa na gente que eu seria incapaz de relacioná-los aqui.
Ah! Também acredito que cada cupido deva ser encarregado de algumas pessoas. Sei lá! Talvez umas cinco pessoas... Ele deve ter uma listinha de pessoas que ele precisa cuidar e esse pequeno papel também teria que conter a palavra FIM quando chegar na última pessoa. E ele diria: - Ufa! Eu consegui fazer um bom trabalho!
E, quando se tratar do “verdadeiro amor” ele se dedicaria muito mais! Talvez fizesse até horas extras, só para se certificar que tudo ocorreria perfeito. Choraria no final de tamanha emoção... Tudo seria muito lindo...
(...)
Ultimamente algo me preocupa...Acho que o meu cupido perdeu a minha lista! Isso é um acontecimento extremamente sério. Eu concluí isso porque me sinto um tanto perdida. Tenho medo que meu cupido não tenha se “dado conta” do seu esquecimento! Será que ele perdeu na rua? No meio de sua papelada? Ou será que ele simplesmente é desorganizado?
Nossa! Isso é sério! Será que um outro cupido poderia me ajudar ou isso romperia com o código de exclusividade de cupidos? Não sei o que fazer já que não conseguimos falar com os cupidos, ou pelo menos, não eu! Como ele deve ter perdido a minha lista, acredito que ele nem esteja me visitando! O pior é que isso pode causar uma completa desorganização no processo! Posso me relacionar com pessoas que não deveria... já que está somente por minha conta... E, ainda o pior dos piores... Nunca encontraria o meu verdadeiro amor que tanto espero!
Bom... Sei que é difícil, mas...Não custa tentar... É um caso de VIDA OU DEPRESSÃO!

Alguém viu o meu cupido por aí???

Sunday, March 09, 2008

Sobre Livros XIX

Um novo livro me despertou um completo interesse! Um lindo livro! Ainda não comecei a lê-lo, estou apenas o admirando pelas vitrines, já que ainda não tomei a iniciativa de comprá-lo. Mas, eu vou criar coragem... eu quero lê-lo... muito.... E, ele merece ser admirado!
That's it

Monday, March 03, 2008

A valsa de quem não tem amor


João Gilberto



B7/9- E-7/9 E-7
tão só sem ter ninguém

D6/9
minha imaginação destrói meu coração

G#° F#7/5+ G-7
de viver na ilusão de um dia amar alguém

D6/9 D7/+9 F#-7/5-
Nessa imensa solidão a minha confessão

B7/9- E-7/9
recorra tristemente

E-7 A7 F° F#7/5+ B7/5+
cantarei sozinho imerso em minha dor

E-7/9 G-7 D6/9
a valsa de quem não tem amor