Sunday, November 25, 2007

Noite Triste e Escura

Não tenho a intenção de escrever nada bonito, nem rimado, nem sonhado. Somente descrever essas noites.

São noites escuras, sem estrelas e nuvens, onde existe apenas aquele friozinho que eu sinto quando o vento chega. A lua até que é bonita, me inspira e proporciona esperança, mas logo passa! Tudo por causa do escuro e do frio.

Uma noite enquadrada vista pela janela de meu quarto. Algumas vezes, fecho a janela para não sentir o vento... Mas o frio continua! Ele passa pelos cantinhos da janela e chega até a minha pele...me arrepia! E, fico me perguntando... Por que é tão escuro e sem nada? Sem nuvens para enfeitar o céu!

Uma única cor foi pintada nas minhas noites. Temo que seja escuro para sempre! A escuridão entra no meu quarto de um jeito estranho que me entristece. Depois fica difícil arrancá-lo de dentro de mim!

Fecho as cortinas da minha janela para não ver mais essas noites tão enegrecidas... Mas parece que ela atravessa tudo e chega até dentro, bem dentro de mim.

Eu sei que em determinado momento ela vai sumir. Mas, também sei, que ela vai voltar. Sempre volta...

Tuesday, November 13, 2007

Flor de Inverno


Nascida da esperança de viver
Brotaste em solo gelado
desejando somente crescer

Rosa minha!
Ainda que única
És bela e fria...
És frágil e dura...

Quer olhar para sol
Quer desabrochar
apenas sensibilizar
para poder transformar...

Amordaçada pelo frio
Sonha em se libertar
Impedida pelo medo
vive somente o desejo