Wednesday, October 03, 2007

Horizonte



Eu estava na costa,
admirando aquele oceano
com o seu incandescente brilho
e todo o seu encanto

Assim de repente
um desejo surgiu
Conhecer o outro lado da costa
que meu horizonte nunca viu

Foi assim...

Quando me atirei naquele mar
Deixando tudo para trás
sem perceber que de lá
não tem como se salvar

Porque o mar é extenso,
É infinitamente profundo,
É incontrolavelmente frio
E sempre estará sozinho...

Não sei se consigo nadar
Não sei se irei me afogar
Não sei se alguém irá me resgatar
Mas sei, que preciso continuar...

Por causa de uma sonhada miragem desse mar
Enfrentei-o sem pensar
E, no meio dos intempéries que ei de passar
Espero um amor para me confortar...



No comments: