Wednesday, June 07, 2006

Padrinhos Mágicos

Padrinhos Mágicos são fadas que são enviadas para uma criança triste e com problemas, como Timmy Turner, que tem uma babá maligna que o odeia e o maltrata. Então, quando ele completou dez anos de idade, ele ganhou dois Padrinhos Mágicos chamados Cosmo e Wanda para ajudá-lo, mas às vezes fazem piorar as coisas.

Bom... A minha intenção aqui, não é escrever sobre o desenho "Padrinhos Mágicos", mas sim, especificamente sobre dois personagens do desenho, que são Cosmo e Wanda.
Primeiramente, a Wanda é uma personagem interessantíssima! É uma fada inteligente, responsável e séria, e se casou com Cosmo, que é engraçado, bobo e muito lesado. Não leva nada a sério, a vida para ele é uma completa brincadeira... Acredito que a Wanda tenha gostado dele, principalmente por isso, ela é muito séria e, como o Cosmo sempre diz à ela: É chata e reclama de tudo! Com isso, ela se sente bem ao ficar ao lado de Cosmo, que é a sua alegria, ele não se preocupa com nada e, está sempre rindo transmitindo isso à ela. Eu achei ótimo o episódio na qual mostra que, quase o Cosmo e a Wanda são obrigados a ficarem separados e, ele quase enlouqueceu, pois não consegue dar um passo à frente sem a "autorização" da Wanda... Vale lembrar que a Wanda é muito mandona, mas acredito que ela não faça isso por mal, mas é porque é impossível não ser mandona convivendo com o Cosmo que é tão lesado e nunca sabe o que fazer! Pelo menos certo! Mas ele é tão engraçadinho!!!
Adoro esses dois! Saudades desses personagens...

*****************************************
Parabéns pelo dia que não existe mais...

2 comments:

angel said...

http://psychotic-angels.blogspot.com/ visita p/mim por favor, comenta e deixa suas opiniões e sugestões =) adorei u seu blog =)
bju

Michelle Trindade said...

Apesar das discussões do Cosmo e da Wanda, acho que eles sempre se deram bem no final. As loucuras do Cosmo e a sensatez da Wanda sempre deram equilíbrio para o relacionamento dos dois. Mesmo não assistindo mais este desenho, é bom recordar com carinho. Um pouco de nostalgia não faz mal...