Monday, December 14, 2015

Sobre borboletas

Não posso sonhar com borboletas
Se não desejas cultivar flores
Se a paixão está obsoleta
Calarei todos os dizeres






Saturday, September 27, 2014

Quando você acredita


Quando você acredita
Que não existem regras e padrão para o amor
Se permitiria viver isso como for

Quando você acredita
Que um sorriso muda o teu dia
Daria risadas sem covardia

Quando você acredita
Que pode sempre amar a mesma pessoa
Entregaria logo seu coração a quem se afeiçoa

Quando você acredita
Que ainda é possível encontrar o amor da tua vida
Deixaria de lado a solidão que te convida

Quando você acredita
Que é possível  acabar com o teu sofrer
Transformaria agora o teu modo de viver

Quando você acredita
Que é responsável pelos sentimentos que cativas
Prestaria atenção nas palavras que são ditas


Quando você acredita

Que tudo é amor nesta vida...

Tuesday, May 13, 2014

Nossas Estradas



Nossas vidas são estradas
Escolhemos nossas caminhadas
Quais as vias e paradas

Quando amamos alguém
Queremos juntar nossa caminhada
É claro que na mesma estrada

Por isso não gosto de estradas separadas
Caminham sempre paralelas
Sem ruas e vielas

Eu até tentei cruzar nossa estrada
Mas você ficou com medo
e criou até um canteiro

Deixou ele bem ali no meio
Foi então que percebi
Que dali precisava sair

Resolvi desviar
Uma curva sei lá
E nessa estrada...
Não mais querer cruzar

Saturday, January 11, 2014

É Tudo Culpa do Amor

Dor, 
Eu sinto dor

Culpa do Amor

Medo,
Também sinto medo

Culpa do receio
Receio da dor

Mas, no fim é tudo culpa do amor. 
Por que não existe amor sem temor?



Saturday, May 04, 2013

Novidades

Olá, meus queridos leitores! 
Este post tem como intuito divulgar uma novidade:


Mais um novo Blog:
http://literaturadavida.wordpress.com/
Neste Blog estarei incluindo textos livres, principalmente com o tema de relacionamento. Visite o Blog e comente os posts.


Abraços a todos os seguidores! Neste Blog publicarei somente os posts de poesia. 

Thursday, March 14, 2013

Dentro de mim


Já fui violada
Por culpa das palavras
Tentei a fuga do verbo
Mas, tropecei no alfabeto

O meu Eu foi exposto
Dos gostos aos desgostos
Desvelando segredos
Sentimentos e medos

Não intento em repetir
Essa loucura que fiz
De deixar permitir 
Essa invasão em mim


Saturday, February 23, 2013

Desabafos do dia 23/02

Eis que gostaria de não ter boa memória para não lembrar o que poderia ter sido o dia de hoje. Com certeza você não lembra e eu acho isso ótimo. Um dia também não lembrarei. Porque o esquecimento chega para todos. A diferença é que demoro mais para esquecer. Por causa da maldita boa memória. Aguardo pacientemente por este dia. Eu confio no tempo. Sempre foi meu aliado a esquecer as amarguras e decepções da vida e me ajudar a seguir em frente sempre.